Querendo ou podendo ser Lilith é uma publicação que apresenta uma das reflexões mais estimulantes sobre a questão feminina.

Tratando de sua história, este livro sobrepõe, entrecruzando-os, o tempo histórico da antiguidade e o da contemporaneidade que, da literatura às artes visuais, da música à filosofia, das Humanidades à ciência mais contemporânea, reconstitui, atualizando-o, o “calvário feminino”.

Razão pela qual Lilith abrange todas as mulheres, de Pandora a Olympe de Gouges, de Eva a Antígona, de Jezabel a Virgíinia Woolf, da personagem de Maria santificada às bruxas e feiticeiras sacrificadas.

Trata-se de uma exemplaridade feminina “desconfinada”, que se constrói  como “ideia reguladora”, criando uma atopia feminina, à distância de hábitos intelectuais, preconceitos e preferências doutrinárias.

Na tensão entre os papéis que se assentaram, para as mulheres, na cultura, e também questionando sua dissolução, trata-se, neste livro, da impossibilidade de permanecer nesse “ lugar” e de ter um outro que lhe seja “próprio”, em sentido de uma “propriação”, no devir-próprio das identidades polimorfas, como no queer.

Este, desfaz a renaturalização que resultou do  movimento gay, no binarismo homo-hetero replicando o modelo homem-mulher.

Considerando os trabalhos de Foucault, em que não se encontra posição fora de um poder, mas práticas de resistência, não se trata de uma “utópica” abolição do “sexo”, mas ,antes, de subverter o princípio de causalidade “anatomia-ethos, sexo-gênero”.

Por isso, concluímos com Georgia “o que importa, nesse texto específico, é o fato de estarmos inseridos neles, nos discursos negros e indígenas que nos formam, nos constroem, nos fazem, como mulheres e como feminino amplo, para além de Marias, Evas e Pandoras, somos Janaínas, Iracemas, Iaras, Jacis, Ceucis, Oxuns, Iansãs, Iemanjás, Obás, Nanãs. Para além dos mitos ancestrais, nosso realidade cultural nos traz as Pomba-giras, as senhoras da rua, essas Liliths mundanas dos caminhos que se abrem nas encruzilhadas da vida brasileira, nos terreiros e no imaginário das que se tornam Ovelha Outra das famílias.”

 

Olgária Matos

[eBook] Querendo ou podendo ser Lilith

REF: 978-65-86657-31-0
R$13,00Preço
  • Editora: Ape'Ku Editora

    ISBN: 978-65-86657-31-0

    Ano de edição: 2020

    Distribuidora: Ape'Ku Editora

    Número de páginas: 172

    Formato do livro: .MOBI

    Número da edição: 1

  • Esse produto é um livro digital. Para sua leitura, é necessário possuir um leitor de livros digitais, um programa ou aplicativo que leia arquivos .MOBI.

    Recomendamos o uso dos aplicativos da Amazon tanto para computadores quanto para smartphones. Para download e informações sobre instação, acesse: https://cutt.ly/1goqIJH

Receba nosso boletim

Ape Ku Editora e Produtora Ltda

CNPJ 28.193.148/0001-09

Rua Jornalista Orlando Dantas, 4 PV 3

Botafogo - Rio de Janeiro - RJ

CEP 22231-010

contato@apeku.com.br

+55 21 981 441 244

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram