R$35,00

R$30,00

2x de R$15,00 sem juros
Ver meios de pagamento
Entregas para o CEP: Alterar CEP
Meios de envio
Descrição

Concebido em plena eclosão da pandemia de Covid-19, o livro de Rosana Suarez surge como um bem vindo alento em meio à atmosfera sufocante em que temos vivido. Com olhos e dedos delicados, a autora se lança à leitura de textos de Nélida Piñon, Djamila Ribeiro e Clarice Lispector a fim de apreender como cada uma delas modula a tensão entre a temática da identidade cultural brasileira e a experiência da alteridade. No diálogo com e entre as três escritoras, Rosana indica possíveis pontos de contato entre elas ao mesmo tempo que destaca a originalidade e as sutilezas de cada perspectiva.

Em Nélida, “a identidade cultural está fraturada”, tensionada no eixo Europa/América e marcada pela “questão colonial”; em Djamila, “torna-se questão identitária, por meio da crítica ao outro estruturalmente outro”; em Clarice, “a questão da alteridade aprofunda-se tanto a ponto de alcançar o inumano e o vazio”.
 Na cadência dessas vozes femininas que ora se alternam, ora confluem, a reflexão de Rosana sobre questões candentes de nossa realidade desdobra-se numa prosa límpida, que transita entre a filosofia e a literatura, a crítica social e a teoria da arte; o ensaio e a crônica confessional.
Trata-se de um livro que certamente motiva suas leitoras e leitores a reverberar em esferas outras o veredicto da autora sobre uma personagem de Clarice: “a saída, parece ser pelo feminino”.

Andréa Bieri

 

Editora: Ape'Ku Editora

ISBN: 978-65-86657-82-1

Ano de edição: 2022

Distribuidora: Ape'Ku Editora

Número de páginas: 84

Formato do livro: 16 x 23 cm

Número da edição: 1